OÁSIS

Rabiscos, frases soltas, pensamentos, ideias, aqui encontrarão tudo. Que este local seja um óasis para todos os que passarem por aqui

Nome:
Localização: Lisboa, Lisboa, Portugal

Sou acima de tudo uma pessoa tolerante

2005-06-14

PARQUE INFANTIL



No sábado aconteceu-me algo insólito no parque infantil.
Estava eu muito bem com a minha princesa (que tem quase dois anos) a entrar no parque quando me deparei com um cenário que à partida me pareceu assustador! (mais tarde confirmei que era realmente assustador)
Estavam 3 mães em amena cavaqueira - a falar da vida dos outros claro porque tem muito mais interesse do que a vida delas certamente - até que as suas crianças brincavam no escorrega. Até aqui tudo bem, ao todo eram 6 criancinhas com idades entre os 4 anos e os 8 anos.
Quando me dirigi ao baloiço qual não é o meu espanto quando um deles se aproxima da minha princesa e lhe diz :
- Eu é que vou andar porque já cá estava!
Respondi-lhe com calma que a menina só ia andar um bocadinho e que ele tinha de esperar pela sua vez.
Gritou, chorou, esbracejou e nenhuma das senhoras disse nada continuaram a sua bela conversa!
No escorrega a situação piorou, passo a descrever:
A Carolina (4 anos) andava de cabeça para baixo a escorregar toda contente (longe da criança estava o perigo que corria) a mãe de 5 em 5 minutos dizia:
- Cuidado Carolina que podes magoar-te!
Eu olhava estarrecida para a senhora, nem queria acreditar!
Os outros 3 meninos faziam comboios no escorrega uns por cima dos outros sem respeitar ninguém, empurravam-se, emfim, uma coisa sem explicação.
Ás tantas passei-me e disse:
- Meninos assim não pode ser, têm que ter atenção às outras crianças senão ninguém se entende!
Responde uma das mães:
- Minha senhora tem que ter mais paciência, ainda são crianças e não sabem comportar-se!
Perante esta resposta olhei-as com uma certa tristeza (até mesmo desprezo, confesso!), peguei na minha princesa e vi-me embora para não ter que ser mal educada!

9 Comments:

oasis Blogger Ana Luísa said...

Infelizmente, pelo que tenho visto, é uma situação (+ ou -) frequente :-(
Quando o L. passa o fim-de-semana connosco acabo por ter mais contacto com a "realidade infantil" e acabo por reparar nas outras crianças e respectivos pais. São raras as excepções (como é o teu caso) em que as crianças e pais tomam uma postura 'decente' e educada... No teu lugar, faria exactamente a mesma coisa: viraria costa!
O L. tb é uma criança sussegada e às vezes receio que seja "atropelado" por outras crianças, da sua idade, que demonstram muita agressividade perante a permissão dos pais...

12:25 da tarde  
oasis Blogger Margarida Atheling said...

Quem não sabia comportar-se eram mesmo as mãezinhas! Mas há tantos casos desses...!

Beijinhos!

12:45 da tarde  
oasis Blogger OlhoVivo said...

Nem todas as pessoas têm vocação para serem pais. Beijinhos :)*********

1:16 da tarde  
oasis Blogger Ana said...

em primeiro lugar obrigada pela tua visita ao meu cantinho... depois, adorei o teu... vou voltar aqui mais vezes... quanto ao tema do post, bem infelizmente nao podemos dizer que é um caso isolado... parece que de dia para dia estes acontecimentos sao cada vez mais banais... eu fazia exactamente o que tu fizeste... jokas grandes

2:27 da tarde  
oasis Blogger Ana Santos said...

Olá,
Obrigada pela tua visita oa meu tesouro precioso.
Ainda só fui uma vez com o meu tesourinho a um parque e as crianças brincavam amenamente.
Mas tou a me lembrar de uam vez era ainda eu solteira fomos a um piquenique numa reserva natural , lá tem baloiços, escorregas, balanços, etc, as minhas sobrinhas eram pequenas e queriam andar de baloiço e havia lá uams duas crianças ainda mais pequenas que as minhas sobrinhas a fazerem barulho que é que andavam no baloiço porque queriam, a minha irmã disse elas não vão sair do baloiço para tu andares, já estiveste aqui a andar e foste embora, as meninas esperaram para puderem andar no baloiço e não vão sair. A criançinha berrava para elas sairem, mas cadê os pais dessa criança? Nada fizeram e lá se forem embora. Mas é que essa crianças estava a se tornar agressiva apesar de ser mais pequena que as minhas sobrinhas. Pareçe que já não educam as crianças, secalhar os pais também não foram educados para respeitarem os outros.
Beijinhos,
ana e tesourinho

2:36 da tarde  
oasis Blogger scaf said...

Pois....com mães assim como é que os filhos podems er educados?? :((( nem todos deviam ter "permissão" para serem pais! Obviamnete que não há pais perfeitos, mas alguns casos são um autêntico mar de má educação e falta de senso, que nem deles próprios sabem tomar conta! :(
Beijos...e espero que as personagens não estejam lá na próxima visita ao parque,eheh

2:49 da tarde  
oasis Blogger Anjo Caído said...

concordo, se há coisa que me irrita é ver as mães a chamarem a atenção só por chamar, sem que se note uma preocupação sincera!!!

...é triste, principalmente para quem realmente se preocupa!

p.s. obrigada pela visita ao meu espaço e parabés pelo teu óasis!

3:02 da tarde  
oasis Blogger Loucura said...

Olá.
Pois a mim tambem ja me aconteceu algo parecido a uns anos atras. Ia eu com a minha sobrinha mais pequenita (na altura deveria ter uns 4/5 anos) e como ela adorava andar nos baloiços, levei-a até lá. Um dos miudos, um pouco mais velho nao gosto muito da ideia de ter o baloiço ocupado, nao teve para mais coisas, empurrou a minha miuda para fora do baloiço. Só depois constatei que o miudo estava acompanhado pelo pai que viu, nada fez. Não entendo como nao educam os filhos. Se nao os educam enquanto crianças, vao educar quando? "De pequenino se torce o pepino" e "burro velho não aprende linguas" ja costuma dizer a minha avo!
Bem, fico por aqui. Vou vir aqui mais vezes ler-te.
Beijinhos

3:50 da tarde  
oasis Blogger a mãe dos miúdos said...

eu acho que tinha sido mal-educada. acho mesmo.

1:02 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home